TOP 5 CURTAS LBGTS

#Top5 – Do drama à comédia: veja dica de filmes com temáticas LGBTQI+

Por Ana Raquel Lelles e Marcelo de Angelis

As minorias sociais vêm ganhando cada vez mais espaço na sociedade e, na arte, essa situação não poderia ser diferente. Mulheres, pessoas pretas, LGBTs e indígenas estão conquistando seus lugares dentro e fora das telas de cinema. 

Com muito brilho e cores, a comunidade LGBTQI+ tem sido representada por grandes cineastas brasileiros, Daniel Ribeiro e Karim Aïnouz, e atores como Alice Braga e Irandhir Santos. Mas, acima de tudo, a representatividade está presente nas narrativas dos curtas e longas metragens. 

A Cardume indica 5 curtas LGBTQI+ do catálogo para você se emocionar, se apaixonar e se divertir!

5- Como se o céu fosse oceano

Em uma cidade grande, os caminhos se cruzam e surgem histórias das mais diversas formas. O filme “Como se o céu fosse oceano” relata a vida de jovens belo-horizontinos com seus anseios, afetos, medos e existências. 

O curta dirigido por Breno Henrique de Almeida Rocha trata questões de gênero e sexualidade com sutilidade em meio a questionamentos sobre a vida. Lançado em 2019, o filme tem classificação para 12 anos. 

Veja: https://cardume.tv.br/movie/como-se-o-ceu-fosse-oceano/

4- Quarto para alugar

Que tal um terror? 

Letícia vive uma vida melancólica e tem uma rotina de “festas”. Em uma de suas noitadas, conhece Gabriela em um bar, com quem tem uma química logo de cara. As duas vão para o apartamento antigo de Letícia e coisas “estranhas” começam a acontecer. 

“Quarto para alugar” mistura cenas de amor queimante e terror com uma trilha sonora de arrepiar. O curta é uma ótima recomendação para ver com o “mozão” debaixo da coberta. 

O filme de Matheus Farias e Enock Carvalho tem classificação indicativa para 14 anos.

Veja: https://cardume.tv.br/movie/quarto-para-alugar/

3- Inconfissões

Vamos ao documentário! Luiz Roberto Galizia foi artista, ator e ativista LGBTQI+ atuante na década de 1970 e 1980. 30 anos após a sua morte, a sobrinha e cineasta, Ana Galizia, encontrou diversas fotografias e filmes super 8 feitas pelo tio. 

O filme busca um resgate do vivido através das fotos e filmes encontrados, uma forma de homenagear e apresentar aos espectadores o tio que a diretora também não chegou a conhecer. 

A forma pessoal e delicada que a diretora leva o filme, faz com que possamos conhecer e nos aproximar da vida que desfrutou Luiz Galizia. Inconfissões estreou em 2018, conta com 21 minutos de filme e possui classificação indicativa de 16 anos. 

https://cardume.tv.br/movie/inconfissoes/

2- Não é só isso

Não tem como entendermos a luta de uma pessoa a não ser ouvindo o que tem a dizer. O filme “Não é só isso” é como um diálogo entre a diretora Yasmin Rocha e a protagonista, Nahla Valentina, mulher transexual e militante. 

Nahla conta suas vivências, lutas e explica as dificuldades de ser uma mulher trans na sociedade. Além do diálogo, as imagens do curta deixam o curta com o ar ainda mais íntimo. 

A sinceridade da protagonista no curta é uma ótima oportunidade para outras pessoas se desconstruir. “Não é só isso” foi lançado em 2017 e é livre para todos os públicos. 

Veja: https://cardume.tv.br/movie/nao-e-so-isso/

1- Vó, a Senhora é lésbica?

O filme abre em um almoço tradicional de família na casa da Vó Clarissa. Tudo segue como um dia comum até que Joaquim pergunta para a avó se ela é lésbica. A neta Joana se perde em seus pensamentos e revisita suas memórias de infância naquela casa. Em meio há flashbacks, Joana se sente mais confortável para compartilhar detalhes sobre si mesma com a sua avó. 

Apaixone-se com Joana neste curta maravilhoso sobre amor e família. Dirigido por Bruna Fonseca e Larissa Lima, o curta foi lançado em 2018 e tem classificação para 12 anos. 

Veja: https://cardume.tv.br/movie/vo-a-senhora-e-lesbica/

Assista a esses e muitos outros filmes no nosso portal de filmes online Cardume!

0