Antigas prostitutas relembram fatos que marcaram um dos prostíbulos mais tradicionais do Rio de Janeiro, o Hotel Paris, na última noite antes de fechar. São histórias de prazer, amor, glamour e preconceito que por décadas deram vida aos 36 cômodos do prédio de cinco andares, estilo neoclássico, localizado na Praça Tiradentes.
Ciro é segurança e trabalha de noite. Clarisse é doméstica e trabalha de dia. Os dois são casados, moram na região metropolitana e trabalham em Porto Alegre. Andam de lá pra cá e só se encontram na estação do trem.

Showing all 2 results