Hannah em um estado obscuro de subconsciência tenta se libertar da condição de incompreensão repetida.

Uma em cada três mulheres no Brasil já foi vítima de algum tipo de violência. Mas finalmente elas estão denunciando casos de abuso e construindo redes de empoderamento. Este filme mostra a história de três delas que decidiram compartilhar suas experiências para mudar a sociedade que as cerca.

Imaginários Urbanos mixa arte, corpo e cidade, esboçando inquietações de um grupo de pesquisadores e artistas dispostos a estimular reflexões sobre as representações simbólicas da cidade de Maceió.

Luiz Roberto Galizia foi uma figura importante para a cena teatral nas décadas de 1970 e 1980. Foi, também, um tio que não conheci. Este documentário procura um resgate do vivido, a partir do registro feito em fotografias e filmes super 8 pelo Luiz e encontrado por mim 30 anos depois da sua morte. Ana Galizia

Chovia na noite de segunda feira (17/09/2018) no Rio de Janeiro. Rodrigo Alexandre da Silva Serrano, de 26 anos, desceu a ladeira Ary Barroso para esperar a mulher e os filhos com um guarda-chuva preto. De repente três disparos.

Duas mulheres, uma jovem de dezesseis anos, quase dezessete, e outra de idade mais avançada se encontram em uma sala de espera.

Logline Uma ciborgue busca sua sobrevivência longe do controle biotecnopolítico da corporação.

João Batista é um curta metragem documental que mostra um dia da suada rotina de um trabalhador brasileiro aparentemente comum.
Entre o cotidiano e a imensidão do universo, o documentário entra na órbita do professor Bernardo Riedel, uma lenda viva da astronomia brasileira.

Konãgxeka na língua indígena maxakali quer dizer “água grande”. Trata-se da versão maxakali da história do dilúvio. Como um castigo, por causa do egoísmo e da ganância dos homens, os espíritos yãmîy enviam a “grande água”.

Como cessar a dor silenciosa de uma criança que sente saudades de uma avó que morreu? Através do mundo lúdico infantil, imagens privilegiadas e singulares da cidade do Rio de Janeiro, vista do alto da favela do Vidigal, o filme vai mostrar a história de um menino sonhador que tenta convencer seu pai a se aventurar em conhecer o alto de uma pedra, que ele acredita ficar perto do céu, para poder se comunicar com sua avó que ele sente saudades...

Esse curta-metragem relata o laço entre três pessoas: Murilo, jovem negro da periferia que escolhe não se envolver com a crime, após perder o seu pai para o tráfico; sua mãe Luíza, que mesmo com poucos recursos, dedica sua vida ao filho; e Vinícius, amigo de Murilo que escolhe se envolver com a criminalidade.

A relação do homem com seu ambiente natural, e a ocupação de uma cidade localizada sobre o latossolo vermelho amarelo.

Dinheiro, medo e coisas de menino & menina contados por algumas crianças de um jeito fofo e esquisito.

Passado, presente e futuro. A felicidade não está no tempo nem espaço, mas dentro de nós. Pura emoção, Libertador.

Animação surrealista carregada de citações cinematográficas. A ação se passa em outra dimensão falado num idioma não identificado que supostamente mostra os conflitos pessoais de uma mulher entre os compromissos de esposa e a fuga pro espaço sideral..

Gabriel é um jovem de dezessete anos, que espera, após um súbito mal-estar que lhe acarretara uma internação, o diagnóstico que pode mudar sua vida. Contando com o apoio de sua mãe Ilda, seu irmão Fábio, a enfermeira Lisa e o médico que o atende, ele se vê refém de seus próprios temores, num lento e interminável jogo de sensações, onde o medo, a impaciência, a esperança e a raiva igualmente se revezam.

Um experimento sobre verdade, memórias, sonhos e histórias pelas lentes de três amigos.

Manoel, o porteiro quase aposentado é um curta-metragem ficcional em modelo de falso documentário sobre o último dia de Manoel como porteiro no Edifício Clara. Tudo documentado por seu neto e uma equipe de filmagem.

Brasil e Deus era o lema. Meu Deus, quantos deuses havia antes? Um homem golpeado no país segregado elabora, entre a vida e a morte, a possibilidade de superação. Haverá possibilidade de avanço através da religação com os fundamentos perdidos? Terceira parte da trilogia do Brasil Profundo.

Marina é muito mais que uma mulher, negra, moradora da periferia de São Luís, de 83 anos. Ela é força e fé. Do particular para o universal, o documentário parte da trajetória de Marina e alcança um Brasil que muitos querem esconder: racista, elitista e cruel com uma camada significativa da população. Nesta dor, Marina, infelizmente, não está só.

A índia Mãtãnãg segue o espírito de seu marido, morto picado por uma cobra, até a aldeia dos mortos. Juntos eles superam os obstáculos que separam o mundo terreno do mundo espiritual.

Showing 73–96 of 158 results