202034min

PUTA DOR

O documentário independente dirigido pelo grupo Troikka Studio aborda os desdobramentos do isolamento social nos clubbers de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília durante a quarentena decorrente da pandemia de 2020.

O trabalho conta com um processo de criação colaborativa que permeia entre o real e a ficção, e desperta reflexão acerca da maternidade e paternidade em tempos de isolamento social, o medo do coronavírus e a falta de informações sobre as sequelas da doença a logo prazo, principalmente em gestantes. O trabalho apresenta em quarenta semanas a história real de um casal gestante, que deseja não saber o sexo da criança que está por vir em meio a pandemia.

Letícia mora sozinha. Após conhecer Gabriela numa festa e trazê-la para casa, estranhas movimentações passam a se desenvolver em seu antigo apartamento.

201820min

Rádio Perifa

Uma rádio quer contar a história de um jovem de periferia, mas quem são os ouvintes?

201914min

Raiva

Após o fim da ditadura militar brasileira, Joel, um militar aposentado, enfrenta sua própria consciência dentro das paredes de seu apartamento. “Raiva” é uma análise simbólica e metafórica sobre um período obscuro e sobre como a falta de compreensão do passado pode levar a consequências no futuro.

Em Goiânia, no bairro Real Conquista, uma mulher, marcada por um forte passado de violência, luta por melhores condições de vida.
201315min

Requilia

Todos os dias, um garotinho de 7 anos pega o ônibus para a escola com sua babá. Numa manhã, encontra na parada alguém diferente das outras pessoas: quem é esse senhor barbudo que, ao contrário de todos ali, não está a espera de nada? Esse velhinho de roupas largadas lê jornais o tempo todo, passa despercebido aos olhos dos passageiros, mas desperta a curiosidade da criança.

O documentário 'rock ao quadrado' retrata a musicalidade presente nos anos 80, onde uma das bandas mais influentes da época a Legião Urbana, tinha como personagem principal o icônico Renato Russo, um protagonista inspirador, poeta e trovador que, marcou esse anos da capital federal.

Cauã responde sua mãe após diversas mensagens não vistas enquanto volta para casa com seu amigo, Antônio, após sofrer um atentado numa festa na noite anterior.

Em São Paulo. Na madrugada de 13 de Abril de 2015, 6 mil famílias ocuparam 18 prédios sem função social. O Ato, ABRIL VERMELHO, serviu para atentar o governo sobre a falta de vontade política para sanar os problemas de habitação.

A produção traz no enredo um viés crítico à família tradicional brasileira, trabalhando esse grupo social sob as perspectivas de seus preconceitos, individualismo, e a prática do machismo. O filme se passa durante um almoço em família, comemorativo, no qual a jovem Sofia, filha do meio, sofre seguidos constrangimentos, especialmente promovidos pelos homens da casa.

Filmado com celular durante o isolamento social, o filme expressa de maneira singela o sentimento de saudades das avós e netos durante o distanciamento social em razão da pandemia.

201932min

Sigo Viva

SIGO VIVA é um retrato da superação em ser mulher na sociedade atual. Após sofrer um abuso, Lívia busca na arte e no auto-cuidado um caminho revolucionário para seguir viva.

“Silêncio” é um documentário sensível sobre um assunto muito pesado, o filme narra muitas formas de abuso que ocorrem silenciosamente no dia-a-dia e que quase sempre acabam sem punições.

12min

Sununga

Um caiçara encontra uma sereia morta na pesca. Ao levar o corpo para casa, o pescador percebe que não pertence aquele lugar.

Um casal aficionado por fogos de artifício descobre o grande Super Estrela Prateada.
201725min

Superpina

Paula (Dandara de Morais) e? uma jovem criativa que faz "bicos" como foto?grafa e tambe?m atua como cantora em um restaurante chamado "Boca da Noite". Seu curri?culo e? selecionado para trabalhar no "Superpina", um pacato supermercado no corac?a?o do bairro do Pina. Entre prateleiras e estoques, clientes e funciona?rixs ira?o experimentar o "Amor Primo".

Daniel Moreno, 37 anos, natural da cidade de Natal-RN e ilustrador premiado relata suas inspirações e métodos para o desenvolvimento de lindas obras-de-arte com fitas adesivas em telas, vidros, acrílicos e na rua.

Com um olhar desobediente, “Tenebrosas?” compartilha a autoinvestigação de quatro pessoas trans, que munidas de suas subjetividades decidem ter a palavra final sobre quem realmente são. E com uma abordagem poética-reflexiva, o filme propõe a reinvenção de imaginários sociais sobre corpos trans e travestis.

Após meses de quarentena, May encontra dificuldades em expressar os problemas do cotidiano em isolamento.

201317min

Transophia

Gisele Almodóvar (Silvero Pereira) e Deydianne Piaf (Dênis Lacerda) filosofam sobre seus anseios e medos enquanto trabalham prostituindo-se nas ruas de São Paulo onde a noite é imprevisível, cheia de mistérios e seres interessantes. Mas será que o pensamento nas ruas é tão diferente fora dela

Contam uma história: de que os portugueses chegaram no Brasil e dizimaram um povo chamado Tupinambá. Esse povo, dizem, foi totalmente eliminado, restando apenas documentos que descrevem seus costumes. O que os historiadores não contavam é que o povo Tupinambá “subiu a serra”, embrenhando – se na mata e fugindo da perseguição colonial. Atualmente, na luta pela demarcação da terra de Olivença, Bahia, os Tupinambás lutam pelo reconhecimento étnico e territorial.

201812min

ultravioleta

É chegado o tempo em que a Terra encontra-se em um estado extremo. Num lugar isolado e subterrâneo, uma família resiste.

Na comunidade Pilagá, a rotina se equilibra em um espaço e tempo particulares. A vida é simples e livre. Suas tradições são importantes, no entanto, sua história é desconhecida. Os povos originários são pré-existentes à colonização, mas têm uma trajetória de vida marcada por violência e violação de direitos.

Showing 145–168 of 178 results